O (mau) exemplo e o paradoxo “cristão”


Li recentemente o blog do Carlos Cardoso. Independente da polêmica de seus posts, é alguem que escreve direito, e só por isso já merece respeito hoje em dia.

Bem, li um post dele com um título que me chamou a atenção e parei para ler o “Aviso aos crentes idiotas”. Quem quiser, dê uma lida. É meio pesado e com alguns palavrões, mas o que escreverei abaixo é ainda pior.

 Copiei um determinado trecho de um post que ele moderou em seu blog:

Author : thiago (IP: 200.163.3.27 , 200-163-3-27.bsace705.dsl.brasiltelecom.net.br)
E-mail : babaca@hotmail.com
URL : http://www.jesusnaoegay.com.br
Whois : http://ws.arin.net/cgi-bin/whois.pl?queryinput=200.163.3.27
Comment:
pra o FDP q disse q jesus era gay vai tomar no cu
ele foi homem o bastante para morrer por vc ..
e vc?
morreria pelo seu vizinho?
nãããO;
pq seu egoismo e seu medo e sua falta de sabedoria nao deixaria isso acontecer..
pois ele foi mais homem que qualquer um..
passar bem idiota

e outro

Author : wilian (IP: 201.11.237.181 , 201-11-237-181.pltce201.dial.brasiltelecom.net.br)
E-mail : wilian@ibest.com.br
URL :
Whois : http://ws.arin.net/cgi-bin/whois.pl?queryinput=201.11.237.181
Comment:
posso afirmar que voce esta super errado pois voce nao sabe onde esta mechendo ele e o rei dos reis o senhor dos senhores o que posso fazer e orar por voce em nome de jesus oois nossa luta nao e contra carne e sangue mas sim contra o diabo

Ok, a maioria de voces sabem (talvez alguns, não) que sou cristão, evangélico e chato. Chato pra caramba. Chato pra caramba com um bando de cristãos que pregam uma fé que não vivem, que pregam uma vida em que não crêem, que falam do que não conhecem e que não conhecem aquele de quem falam. Outro dia, falarei mais sobre isso. Hoje, quero me ater a essa palhaçada que li.

CARAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAACA!!! De onde foi que alguns cristãos se julgaram no direito ou no dever de entrar no blog do cara e insultá-lo??? Quem os obrigou a entrar lá??? Ninguem!!! Pô!!! Se ninguem obrigou, por que cargas d’água vocês vão torrar o cara??? Não gostam do que ele escreve? Ótimo! Fechem sem ler. Mas não, alguns cristãos estão se julgando superiores ao próprio Deus, porque este, se bem me lembro, deu aos homens um direito de escolher o que fazer, o que pensar, o que falar. E cada um faça, pense ou fale o que quer e que arque com as consequencias (físicas ou espirituais) de suas escolhas, oras!

Daí a xingar o sujeito, bah! De onde vocês tiraram isso??? De que parte da Bíblia que vocês não lêem tiraram que Jesus os contratou como advogados para defendê-lo contra qualquer coisa??? Se ainda me recordo de algo, é Ele quem é o advogado, não vocês!! E se não me engano, as Escrituras afirmam que a Deus pertence a vingança, não a vocês!!!

Mas o paradoxo cristão é ainda mais cruel: o fulano chega no Cardoso e o xinga de bicha enrustida, mande que ele vá ******* e outras coisas no gênero, para dizer que ele não deve depor contra o cristianismo. Ai, ai, ai, de onde esses cabecinhas de ovo tiraram que xingar alguém é dar bom testemunho de cristianismo??? DE ONDE???

Esses são os que pegavam em espadas na Idade Média para lutar contra os muçulmanos e conquistar Jerusalem. São os que amarram bombas pelo corpo em nome de Alá. São os comunistas que matam cristãos na China. Para mim, são todos iguais, com armas diferentes. Todos auto-proclamados “donos da verdade” que não lhes pertence, advogados de um Deus que nunca os contratou para isso (ao contrário, morreu para ser advogado deles); e pessoas com muito sangue nos olhos e pouco no coração. É o que penso.

Ah, e pra fechar, antes de postarem alguma coisa em nome de alguém, passem o texto no corretor ortográfico. “Mecher” com “CH” me dói os tímpanos visuais…

Anúncios

11 comentários sobre “O (mau) exemplo e o paradoxo “cristão”

  1. Pingback: Sergio Luis via Rec6

  2. E jogam fora justamente a Regra de Ouro, que é a base do cristianismo, e aceita por qualquer criatura de bom-senso no planeta.

  3. Exatamente, Cardoso!

    Respeito e caráter são pessoais e independem de religião. Mas tem gente que esquece disso…

  4. Bem, meu amigo de lingua bifurcada, assim como eu te conheço bem e te respeito e respeito a sua religião e suas crenças, e sei que vc tb me respeita por ser pagã (apesar de tirar um sarrinho de vez enquando, rs). Vou colar aqui um texto que achei interessante. Eu o encontrei numa comunidade para “índigos”, que se vc quiser saber mais, depois te passo o endereço, mas apesar de ter muita viagem, tem seus méritos. O texto em si, retrata bem o momento “filosofico-religioso” que estamos vivendo atualmente e não tem muito a ver com essa rixa idiota entre ateus e cristãos, mas sim com o crescente “pseudo-ceticismo” que virou moda de um tempos pra ca.

    Eis o texto:

    “Está nascendo uma nova modalidade de idolatria: a ceticismolatria, que obviamente se distingue do ceticismo.

    O verdadeiro ceticismo pesquisa todos os lados.
    O “ceticismólatra” investiga apenas o lado que lhe interessa.

    O verdadeiro ceticismo não expõe sua opinião… apenas mostra os dois lados, devidamente investigados, aponta os pontos certos e errados, aceita todas as evidências e as investiga, considera o bom senso como peça importante de seu estudo e as pessoas fazem seu próprio julgamento.

    O “ceticismólatra” diz: eu estou certo, vc está errado! Tá aqui as provas… (e a partir daí descreve suas teorias, filosofias etc tentando convencer, não quem não tem opinião, mas tentando “converter” os que já possuem sua própria opinião.

    O ceticismo é importante. É o ponto de partida de qualquer investigação. Devemos duvidar sempre! Julgar, nunca!

    Ter opinião, duvidar, questionar, tudo isso é válido. Mas temos que nos conter da nossa quase incontrolável vontade de atropelar o que os outros pensam e assim, desrespeitá-los!”

    Achei interessante dividir com vcs!

    beijocas

  5. Valeu, Maritcha!!!

    Pois é… eu tenho visto um outro movimento diferente que é igual: a religião científica. Pessoas que defendem alguns aspectos (que eles chamam de cientificos) que nem a ciência séria aceita tratar. Não contentes, ainda assumem teorias como verdades absolutas. E, o que é ainda pior, fazem chacota e usam argumentos algumas vezes tautológicos para “defender” suas idéias.

    Anyway, recomendo o post sobre Fé científica de meu amigo Tiago Luchini, é uma leitura ue vale muito a pena.

  6. Pois é, Snake… eu tenho amigos de tudo quanto é religião possivel e imaginavel, rs… E também tenho amigos que se encaixam nessa “categoria” citada acima. Mas eu sempre insisto que todo mundo deve acreditar no que mais lhe convém e defender suas crenças, mas sempre respeitar a crença alheia, porque como individuos, todos temos o direito de pensar e acreditar em coisas diferentes, afinal, ninguém é igual à ninguém, não é?

    Não somos gado, somos gente! E gente inteligente (embora muitos pareçam não ser, rs), e gente inteligente deve respeitar o proximo!

    😉

  7. Gostei bastante desse post! Eu vivo o mesmo tipo de situação, mas do lado inverso, o lado Ateu da coisa.

    Os Ateus são os piores, e digo isso por experiência própria, mas experiência de quem viu e tentou evitar. Enquanto o religioso é intolerante com determinadas coisas, o Ateu é intolerante de uma forma geral – cuturalmente falando. Há pouco tempo fui defender o direito de uma menina ser Cristã, e o grupo todo só não me linchou pq não estavam todos presentes! E quando eu defendo a Bíblia então! Meus Deuses, parece que vão me matar a pauladas! 0.0

    Ateu não respeita, e debocha pq acha bonito! Enquanto dá pra entender que a falta de respeito de alguns religiosos parte da sua formação, o Ateu parece que sente prazer em falar mal, ridicularizar e menosprezar!

    Sou Atéia, mas às vezes tenho vergonha de admitir isso. O que eu vi no comentário desses email foram Ateus! Na hora de xingar e “se achar o bom” não existe distinção de credo. E eu acho isso uma pena…

    Não existe um ensinamento que diz “Trate os outros como gostaria de ser tratado”? Eu tento seguí-lo ao máximo, pq a pessoa do outro lado poderia ser eu.

  8. Valeu, Kiya!

    Eu ja vi esses momentos de “superioridade” de alguns proclamados “ateus”. É triste… sei lá, eu acho mesmo que respeito, caráter e inteligência não tem a ver com religião (ou com não-religião).

    Volte sempre!!!

    =D

  9. A ignorância é o maior escudo que se pode ter, é forte o suficiente para te proteger de qualquer crítica, e grande o bastante para tapar a sua visão e não perceber o rumo do seu próprio caminho.

    Uma forte evidência de que a bíblia foi inspirada por um Deus de amor, vem pela interpretação de qu eela não foi escrita para perseguir os maus, mas para consolar os que são perseguidos por causa da justiça.

  10. Infelizmente existem cristãos q acham q devem defender Jesus a qualquer custo, sendo q justiça e auto defesa quem faz é Ele e no tempo dEle.

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s