Tempestade II


Tempestade II 

Tem uma nuvem negra lá fora
Espreitando, espreitando
Esperando pra cair sobre nós

Tem uma nuvem negra lá fora
E seus trovões avisam que ela está
Está vindo, sem misericórdia

E sinto o cheiro da chuva chegando
Relampagos brilham na janela
E nessa casa, escura e fria,
Sei que não estou protegido

A chuva começa a cair
Bate com força na janela
Cair
Molhando tudo

O céu escuro lá fora
Escurece aqui dentro
Cai
Molhando tudo

Tem uma nuvem negra lá fora
Espreitando, espreitando
Tem uma nuvem negra aqui dentro
Esperando para ir embora

Sergio Luis Seloti Jr.
27-10-2007

Anúncios

7 comentários sobre “Tempestade II

  1. faça do seu sorriso o sol para espantar a nuvem
    e não deixe que os raios atinjam seu coração
    mas entenda, não decida não sofrer mais
    pois talvez você não consiga amar também

    a dor deixa seus olhos cegos
    e não pode ver que há luz
    dentro do frio e escuridão
    mas a esperança é como uma lanterna
    que quer iluminar seu caminho até a janela
    para que você possa abri-la
    e assim a nuvem irá embora

    deixe que o céu clareie lá fora
    sinta o perfume das flores
    e veja que as lacunas feitas pela dor
    podem ser preenchidas, sempre, com amor

    mas entenda, não decida não sofrer mais
    pois talvez você não consiga amar também

    [L.Lyart]

  2. Bah, vai virar competição, é???

  3. :S

    foi mal … só queria que vc lesse ..
    apaga então 😐

  4. a nuvem negra não esta lá fora mas sim dentro de voce.
    procure o sol dentro de si mesmo, saia para fora para ver a beleza da vida
    que Deus lhe proporciona.
    Uma alegoria solar

    Vendo uma reportagem pela manhã a respeito da neve, passagem de ano em Paris, Londres, Nova York e em outros paises, pude observar a beleza da paisagem, muito gelo, pessoas brincando, esquiando,carros deslizando,pareceu-me bom.
    Observei também,aquela imagem escura,onde nada não se via com nitidez.
    Olhando para o solo, encoberto pela camada de neve, pude perceber que as flores, a grama e toda vegetação estavam sufocadas.
    Ocorreu-me nesse instante, antigamente, os observadores notaram e posteriormente compreenderam que mudanças terrestres na latitude norte coincidiam com mudanças astronômicas, e que essas mudanças também podem ocorrer no homem ao despertar para a luz dentro dele.
    Todos sabemos, que o sol ao cruzar a linha do equador, faz ressurgir as sementes congeladas no solo, devido ao calor e aos seus raios actínios.
    Muitos costumam dizer que o deserto se regozija e desabrocha como a rosa.
    Toda natureza parece revigorada, ressuscitada.
    A presença do sol nessas regiões acaba sendo proclamada como salvadora do mundo, já que, acaba salvando as pessoas do gelo, neve e limitações impostas pelo inverno, levando-as para o amanhecer de um novo dia.
    Essa jornada podemos dizer também, que é a chegada da primavera, uma nova vida.
    O sol é simbólico da Presença de Deus ou Luz Eterna dentro de cada um de nós.
    Na medida em que nos tornamos conscientes da Presença Permanente, começamos a derreter os medos, ansiedades e frustrações, ao

  5. Legal, Gonçalez

    Mas… é uma poesia

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s