Desperdício


Frase de meu amigo Chris Putter, missionário da África do Sul.

“In 20 years, you will not remember the things you did. You will, however,
remember every one of the things you didn’t do. Every opportunity you missed
Every moment you wasted”

Em português (tradução livre)

“Em 20 anos, você não se lembrará das coisas que fez. Lembrará, porém, de cada uma das coisas que deixou de fazer.
Cada oportunidade que perdeu.
Cada momento que desperdiçou.”

É cruel… na mesma intensidade em que é real. Meu pai costuma falar que devemos nos arrepender não das coisas que fizemos, mas das que deixamos de fazer.

É difícil lidar com essas questões. Cada coisa que fazemos nos leva a deixar de fazer outras. E o contrário também pode acontecer: cada coisa que deixamos de fazer é uma oportunidade de fazer outras. Como agir, então?

O que tomo para mim, após essas reflexões, é que, uma vez escolhido um caminho, uma ação, procuro me alegrar por ela, com suas dificuldades e sorrisos.  Quando escolhi cursar Administração na faculdade, abri mão de oportunidades na linhagem mais técnica. Também escolhi, ao escolher Administração, postergar meu sonho de cursar (um dia) Arqueologia ou História. Ao mesmo tempo, porém, que abri mão de outros cursos (e suas possíveis oportunidades), dei-me a chance de ter outras oportunidades, de outros tipos. Dessa forma, penso que cada escolha que fazemos traz uma série de infinitas possibilidades – boas ou ruins – ao mesmo tempo que leva embora outras – também, boas ou ruins. Daí minha postura de enxergar a vida como um processo: só estou hj onde estou em função das milhares (ou milhões) de escolhas que fiz até hoje, uma após outra. Boas ou ruins, elas formam o homem que sou hoje. E procuro me alegrar com isso! Gostar de mim.

E as oportunidades que passam? A forma como lido com isso é assim: procuro sempre avaliar as possibilidades de agarrar ou não uma oporunidade, as conseqüências de cada escolha. E isso tem que ser rápido, pois oportunidades não esperam. O que não faço – e, isso sim, eu critico – é deixar passar oportunidades sem, sequer, avaliar suas possibilidades. Isso é besteira! Outra coisa que procuro fazer é estar sempre preparado (cabeça, estudos, coração, fisica e financeiramente) para aproveitar oportunidades. Quando isso não acontece, o arrependimento é instantâneo.

De resto, é muito mais uma postura pessoal de aproveitar a vida com responsabilidade

“Alegre-se, jovem, na sua mocidade! Seja feliz o seu coração nos dias da sua juventude!
Siga por onde seu coração mandar, até onde a sua vista alcançar, mas saiba que, por todas essas coisas, Deus o trará a julgamento”
(Ec. 11:9 – NVI)


Mais referências sobre o texto de Eclesiaste (vale a leitura) aqui

 

5 comentários sobre “Desperdício

  1. Pingback: Coração Valente « Na Toca da Cobra

  2. Como é difícil a tarefa de “escolher”.
    Mais difícil ainda, é acertar na escolha renunciando o que deveria ser renunciado.

    Confuso….

  3. “Para cada escolha, uma renúncia. Isso é a VIDA!”

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s