Sombras e pó


O que nos torna humanos são os sonhos

O que nos torna humanos são os sonhos

Se as coisas são inatingíveis… ora!
Não é motivo para não querê-las…
Que tristes os caminhos, se não fora
A presença distante das estrelas!

Mário Quintana


Não é segredo minha profunda admiração pela obra de Quintana. É possível ler um pouco mais aqui e aqui. E, dentre as tantas pérolas desse mago das palavras, Utopia é a minha preferida, conforme se lê acima.

Marcando meu retorno a essa minha casa, decidi oferecer-lhes esse poema. E não apenas a palavra, mas meus pensamentos. Não é a beleza fonética, a rima, ou as estrelas que me fascinam. Mas  possibilidade de sonhar. E sonhar com o que se deseja, sem a necessidade de morrer por isso. Mas com a possibilidade de viver por isso. Em meu Diário de Viagens, falei sobre o Coliseu no texto Sonhos e Pó e fiz referência a essas questões. Quintana não fala de estrelas, mas de sonhos e de lutar pelos sonhos e – o mais importante – da presença dos sonhos. Você não precisa persegui-los, menos ainda se forem difíceis. Mas é importante tê-los, mantê-los.

Muito do que nos faz humanos não é carne. sangue, sombras ou pó.

O que nos torna humanos são os sonhos.

Anúncios

6 comentários sobre “Sombras e pó

  1. Quando paro para ler seu blog, sinto-me lendo as minhas digitais.

  2. Mee ajudoo mt mt mt mt esse blog mt maraah ! : )

  3. O melhor!
    Às vezes acho que você consegue adivinhar o que eu preciso ler…
    Pessoa e Quintana são os mais fascinantes, na minha humilde opinião.
    Excelente escolha!

    Ivy

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s