Diário de Viagem – 2010 – MUITOLOUCO


Para quem queria saber como foi minha apresentação hoje cedo, só uma palavra: MUITOLOCO! Eu estava, sim, nervoso, ansioso, sei lá. Estava com medo mesmo. Incrivelmente, mais com medo do que no ano passado – e olha que, além de mais experiente, o paper estava melhor nesse ano. Não sei, acho que levei mais a sério, então fiquei receoso. Não saí com o pessoal ontem por isso, dormi tarde estudando. Mas valeu a pena! Valeu muito!

Fiz a primeira apresentação do tracking, a primeira do congresso para aquele grupo. Disse para meus amigos aqui que abri o EGOS – mais tarde, o Marcus e o Caio fechariam, fazendo a última apresentação de seus respectivos trackings. Durante a apresentação minhas mãos tremiam. Apresentei rápido, em 10 minutos – tinha 15 – e passamos logo às perguntas. De cara, silêncio. Só me deixou mais nervoso. Até que alguém faz uma pergunta, sobre as fontes de informações. Legal, resposta fácil – já tinham feito essa pergunta no ano passado e estava tranqüilo com isso. Mais algumas questões e então a questão do chairman da sessão: “Será que as negociações já não se arrastavam bem antes, logo os eventos que você citou não teriam impacto nenhum, na verdade?”. Cara, é pergunta de professor para ver se o aluno estudou – ou para ferrar mesmo. E a resposta veio na lata: “Não!” Não vou entrar em tecnicidades aqui, mas o último evento deixava clara a influência sobre a decisão. E expliquei direitinho. Elogiaram a técnica utilizada e me sentei. Aliviado, feliz, radiante. Ok, eu estava todo balão! Cheio, flutuando, baita sensação boa. Quando me sentei, fiz questão de vir compartilhar minha alegria com vocês via Twitter (apenas me esquecendo que ainda eram 5:30 da manhã no Brasil. ¬¬

Mas ainda tem o Gran Finale: a última apresentação da sessão foi do próprio chairman da sessão, e também sobre alianças – além dessas duas, apenas mais uma era sobre alianças, todas as outras eram sobre fusões e aquisições. E, sinceramente, o trabalho dos caras foi grande, mas achei mega fraco. Fizeram 21 entrevistas e não chegaram a nenhuma conclusão, não vi profundidade na análise, a despeito da quantidade de dados. Mas estou na minha, sou só um visitante brasileiro. Qual não foi minha surpresa, porém, quando uma americana bateu no paper do cara, disse sobre a falta de conclusão e ainda usou o meu paper para falar que ele poderia ter feito uma análise mais interessante sobre o caso. Ah, cara, aí eu virei balão metereológico, daqueles que vão lá no alto e ficam. Estou MUITO feliz. Feliz mesmo, sabe? De sair sorrindo pela rua.

O próximo passo é publicar o paper em uma revista de ponta internacional. Já falei com o Mário que quero tentar. Vamos ver o que dá.

Agora me deixa flutuar mais um pouquinho. Hehehe

4 comentários sobre “Diário de Viagem – 2010 – MUITOLOUCO

  1. Muito legal, parabéns! Boa sorte com a publicação =)

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s