Diário de Viagem 2010 – Espremidos pela Laranja Mecânica


Patriotismo de momento, né?

Fui assistir o jogo Brasil x Holanda em uma praça no Rossio. Devidamente trajado: camiseta do São Paulo, bandeira do Brasil nas costas – que meu pai me deu no aeroporto, antes do embarque, e câmera fotográfica a postos. Vamos torcer! Os tugas continuam a nos tratar mal – a nós, brasileiros – por causa da eliminação deles diante da Espanha. Chegaram a dizer que devíamos tê-los deixado ganhar para que não enfrentassem a Espanha logo de cara. Para, né? Café com leite, agora?

Eu realmente não estava confiante: tinha visto os jogos da Holanda e é a equipe melhor armada do torneio. Passes de primeira, movimento em bloco, velocidade e força compensando a habilidade reduzida. No Brasil, sobrava auto-confiança, até demais para o meu gosto.

Festa na hora do gol!

E foi o que vimos: um Brasil que achava que ganharia o jogo a qualquer momento. Mas se o jogo tem 90 minutos é porque o minuto que importa mesmo é o último, aquele em que o árbitro apita e tudo está decidido. Não vou falar do jogo, todos vocês viram – creio. Mas vou falar da festa: primeiro que foi super legal assistir com a galera na praça. Para quem viu o último jogo sozinho em casa arrumando mala, foi muito bom! E não só os amigos que lá estavam, mas também algumas centenas de brazucas espalhados por terras lisboetas. E, o mais divertido, algumas poucas dezenas de holandeses. Todos juntos assistindo, torcendo cada um para seu próprio time, brincando uns com os outros, mas com muito respeito. Não imagino isso no Brasil. Tinha holandeses na minha frente, no meio da galera, e todo mundo brincando. Foi uma experiência que não pretendo esquecer: dá pra torcer e ser amigo ao mesmo tempo! Aliás, temos 4 anos para aprender isso.

No fim, holandeses vinham cumprimentar, dizer que gostam do Brasil, que o gol do Robinho foi lindo e que ficavam tristes pelo Brasil sair, mas que estavam felizes pela Holanda. Com respeito, abraços, sorrisos e brincadeiras. Gente civilizada é outra coisa.

Espremidos pela Laranja Mecânica, não desrespeitaram nosso estado de bagaço (putz, que piegas ficou isso!)

Este slideshow necessita de JavaScript.

2 comentários sobre “Diário de Viagem 2010 – Espremidos pela Laranja Mecânica

  1. Será que este patriotismo de momento não foi o responsável pela derrota? Rrsrs

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s