Diário de Viagem 2010 – Mejores del Mundo


Sim, eu estive lá!

Descobri porquê não consigo ir com a cara do Real Madrid. E descobri outra coisa também. Mas depois falo disso, primeiro tenho que dizer: UAU! O Tour Bernabeu vale mesmo a pena. Podem me xingar, mas me diverti mais lá dentro do estádio que na maioria dos museus que já visitei. Valeu os 16 euros (é…) que paguei. E os caras sabem como vender. Os clubes do Brasil estão anos luz atrasados ainda (mas já falo dos clubes do Brasil, agüenta aí).

O estádio é super bem localizado, no bairro que eu compararia com o Brooklin Novo em Sampa: ruas largas, prédios altos (e muito bonitos), gente de gravata. Na hora de ir embora, perto das 5 da tarde, começou a chover, chuva rápida: pronto, estou em São Paulo!

Saí da estação e, de cara, vejo o estádio. Sério, de cara mesmo! A estação fica a uns 200 metros do estádio. Mais perto que Barra Funda do Parque Antártica ou Tietê do Canindé. É mesmo na porta! Baita sacada: diminui o trânsito na região em dia de jogo e ainda aumenta a chance do pessoal ir assistir aos eventos, melhorando receita.

Campo do Real Madrid

Ah, e penso que deve aumentar a segurança em dia de jogos em estádios rivais (como o Calderón, do outro lado da cidade).

O tour começa lá no alto, no quinto andar de arquibancadas, para ver o estádio inteiro e o campo. Mesmo pequeno – para quem está acostumado ao Morumbi – é muito bonito e deve ser divertido ver um jogo lá. Está aí algo a se tentar fazer numa próxima visita. De lá, sala de troféus. Não sem antes tirar uma foto para fazer piada: o melhor do mundo só tem 1 título mundial! Quem tem três, é o que, então?😛

Tudo certo, não vou discutir futebol aqui (duvido!). A exploração que eles fazem da imagem dos jogadores também é fantástica: você consegue sair do estádio com uma foto abraçado ao seu jogador preferido – mas custa 12 euros. Não, não vale a pena.

Bola de Ouro do Kaká

Na Sala de Troféus e na Galeria de Jogadores, outra demonstração de quem sabe o que fazer: além de todos os troféus – com as devidas descrições – eles mostram todos os jogadores que passaram pelo clube. Com um adendo: mostram todos os Bola de Ouro, os campeões mundiais, os artilheiros,

A coroa é por ser o time da realeza

o ranking por países (Argentina ganha do Brasil aqui). Legal também a galeria dos atuais jogadores: todas as chuteiras – ou luvas – de cada um, assinada e tudo mais, do atual plantel. Esses caras sabem o que fazem.

Depois foi a hora de descer para o gramado. Sério, o campo é pequeno – só um pouco menor que o Morumbi, é verdade – mas é super bem cuidado. Parece mesmo um tapete. E o banco de reservas, cara, é mais confortável que a maioria dos carros no Brasil!

"Fue un partido muy dificil para nosotros..."

Bancos em couro, anatômicos, cobertos. Dá até pra entender se algum jogador se acomodar e ficar no banco de reservas, hehehe. De lá, passei pelos vestiários – sério, fedem igual vestiário de clube – e pela Sala de Imprensa, onde tive a oportunidade de responder a algumas perguntas dos meus jornalistas imaginários.

No gramado (ou seria tapete verde?) do Bernabeu

O passeio termina na loja do clube, onde um segurança já chegou em mim dizendo que eu não poderia tirar fotos. Pronto, já preferi o Atlético de Madrid e o Barcelona. Não consigo mesmo simpatizar com o Real, e acho que sei a razão: o Real e o São Paulo são muito parecidos. Guardadas proporções e características locais, ambos são times ricos, com estádios próprios e famosos. Ambos tem administração mai profissional de seus países e ambos se localizam na região elitizada da cidade. Ambos se consideram os melhores (Melhor do Mundo x Campeão dos Campeões). Ambos se orgulham de suas conquistas internacionais. Tem quase a mesma idade (Real em 1931 x SPFC em 1935) e, a despeito de serem clubes mais novos, tem muito prestígio. E, pelo que notei aqui, o perfil da torcida também é parecido: os caras se acham pra caramba! E é por isso que não consigo simpatizar com o Real Madrid: os clubes são muito parecidos e a torcida se acha.

Campeão dos Campeões

É a mesma razão pela qual, no Brasil, há tanta antipatia pelo São Paulo: causamos muita inveja (só pra não perder o costume, hehehe)

Este slideshow necessita de JavaScript.

9 comentários sobre “Diário de Viagem 2010 – Mejores del Mundo

  1. Sérgio..amei seu texto, afinal conseguiu descrever perfeitamente, fazendo com que nos sentíssemos na viagem.
    E sim..nosso São Paulo e soberano sempre…
    Sempre q tiver coisas novas manda ai..adorei!!!

    Silvinha..
    @silviadantas

    • Puxa, Silvia! Fico mesmo feliz em proporcionar-lhes essa viagem! E me sinto acompanhado de todos vocês que lêem o diário! É uma viagem de duas mãos

  2. Pingback: Tweets that mention Diário de Viagem 2010 – Mejores del Mundo « Na Toca da Cobra -- Topsy.com

  3. Sonho em conhecer esse estádio…… parabénsss pelo texto.
    Meu sonho antes era assistir um jogo no Santiago e ver o Zinedineeeee jogar. Aquele caraaa era demais. o melhor pra mim…..!!🙂 bjo bjooooo

  4. Tem uma coisa que diferencia bem as equipes, o SPFC é BEM pão duro pra contratar jogadores, dificilmente pega estrelas. Ehehe =)

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s